Procon orienta para as compras do Dia das Crianças


Além do preço mais em conta é preciso estar alerta à qualidade dos produtos.
Procon orienta para as compras do Dia das Crianças
TEXTO: Andressa Mota   FOTO: Internet

O Dia das Crianças está chegando e a expectativa da garotada para ganhar aquele presente só aumenta. Brinquedos que chamam a atenção pela diversidade de formas, cores, só aumenta também a atenção dos pais na hora de colocar a mão no bolso. É preciso ter atenção para não perder o foco da economia e qualidade. Por isso, o Procon municipal faz o alerta e passa algumas dicas para que não haja contratempos depois de adquirir a lembrança da garotada.

Preço mais acessível

Será que comprar mais barato vale a pena? É com essa pergunta que o gerente Procon de Viana,  Antônio Klipper, começa. Para responder ele destaca que os pais e familiares em geral,devem observar muito mais que o preço dos produtos na hora de efetivar uma compra. “O preço dos produtos deve ser levando em conta sim, já que de uma loja para outra, podemos encontrar uma diferença grande”, disse.

Pode haver diferença de preços dos produtos pagos em dinheiro ou débitos em conta, ou seja, à vista, para uma compra à prazo, cartão de crédito ou cheque pré-datado. Outra informação importante é que o comerciante não pode estabelecer um valor mínimo para a utilização dos cartões de crédito e débito. A forma de pagamento deve ser a melhor para as duas partes, mas, em caso de pagamento em cheque, o estabelecimento não é obrigado a receber, fica a critério da loja. As compras realizadas pela internet ou fora do estabelecimento comercial, o consumidor tem o prazo de sete dias para desistir da compra.

Qualidade

Outra informação valiosa para os adultos e que ajuda muito na segurança dos pequenos, são as informações que devem constar no verso da embalagem. De acordo com o gerente do Procon, a identificação do fabricante, as instruções de uso, faixa etária, como montar e, o mais importante, o selo de segurança do Inmetro, que indica que o produto foi fabricado e comercializado de acordo com as normas técnicas em vigor, devem estar bem visíveis.

Produto importado

Caso o produto adquirido seja importando, as informações em Língua Portuguesa também devem constar no verso. Os itens importados e vendidos nas ruas costumam ter um preço menor e atrai muitas pessoas pela possibilidade de economizar, mas Antônio Klipper destaca que essa pode ser uma armadilha perigosa. “Essas peças podem constar itens pequenos que se soltam facilmente e podem ser engolidos pelas crianças”, ressalta.

O Código de Proteção e Defesa do Consumidor estabelece a garantia de 90 dias para produtos duráveis, nacionais e importados, desde que sejam legalizados. 

Procon

O Procon de Viana está à disposição para responder quaisquer dúvidas que possam surgir, basta entrar em contato por meio dos telefones 3366-3137 e 3343-3294 ou pelo e-mail procon@viana.es.gov.br, localizado no Centro Integrado de Cidadania – Casa do Cidadão, Avenida Guarapari, s/nº - Loteamento Arlindo Villaschi – Areinha – Viana/ES.

Atendimento à população
Ouvidoria de Viana
Tels.: 0800 707 0001 / 27 2124-6706
E-mail: ouvidoria@viana.es.gov.br

Atendimento à imprensa
Secretaria de Comunicação, Cultura e Turismo | Jornalismo
Daniele Bolonha / Geiza Ardiçon / Andressa Mota / Augusto Sodré / Adeyvison Siqueira
Tels:  (27) 2124-6701/ Plantão Assessoria de Imprensa: (27) 99822 2540
E-mails:  comunicacao@viana.es.gov.br / secom@viana.es.gov.br

Viana nas redes sociais
Facebook: /prefeituradeviana
Instagram: @prefeituraviana

 

 




Siga e compartilhe
nas Redes Sociais

Facebook Youtube Instagram